Contactos

Adjunto Consultoria de Recursos Humanos

  • Pessoa de contato: Fany
  • Telefone: +55 (51) 99418-29-92, 51 33076878
  • Endereço postal: Av.Otto Niemayer,, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 91910-001, Brasil

Renovações do site

Adjunto Consultoria de Recursos Humanos

14/03/12

ENTRE RAZOES E EMOÇÕES, A SAÍDA É FAZER VALER A PENA !

Quem atua no mundo corporativo, certamente já ouviu expressões como : “ Ele é um grande profissional, mas tem um gênio daqueles .”, ” Ele não consegue separar as coisas”. Ou ainda “ agiu sem pensar “, “na hora fiquei cego” , e que resultaram em ações ou decisões inadequadas.
Isto ocorre, na maioria das vezes, quando as pessoas se deixam dominar pelos sentimentos gerados em certas situações ou diante de acontecimentos carregados de significado emocional.Muitas vezes ,sem nem perceber que está sob efeito de uma forte emoção, tem atitudes ou diz coisas que se arrepende logo adiante.Quando isto acontece em família, tudo fica mais fácil, e um pedido de desculpas ou voltar atrás em uma decisão nem sempre tem conseqüências graves.O afeto existente entre as pessoas na família ou entre amigos, ajuda a superar.
Mas no ambiente de trabalho nem sempre é assim.
No trabalho , as pessoas não se escolheram, podem não se amar, mas precisam conviver harmonicamente.Como o afeto não esta presente no mesmo nível da família, perdoar , esquecer, voltar atrás não é tão simples, e pode ter conseqüências, que vão desde a exclusão pelo grupo, perda de oportunidades de carreira até a demissão.
A crescente necessidade de trabalhar em equipe, a competição, as mudanças e freqüentes situações de estresse , exigem um nível maior de equilíbrio emocional .Isto implica em saber gerenciar as próprias emoções, ou seja, identificá-las na hora que surgem e interpretá-las corretamente .Somente assim, poderão ser conduzidas favoravelmente e não se deixar levar por elas.
As empresas que decidiram investir em programas voltados ao desenvolvimento da competência de gestão emocional , perceberam que um profissional com melhor grau de inteligência emocional, lida mais eficaz e rapidamente com o estresse , resolução de conflitos, mudanças organizacionais e que perante certas situações , apresenta soluções lucrativas.
Um gerente por exemplo,que não consegue gerenciar adequadamente suas emoções , pode reagir com hostilidade diante de qualquer erro de sua equipe, gerando conflitos, frustração , desinteresse e falta de iniciativa. Quando questionado, pode nem perceber seu comportamento alegando que está apenas incentivando a busca pela qualidade. Após examinar racionalmente as próprias atitudes , poderá reconhecer sua hostilidade, observar as conseqüências delas, e então fazer uma escolha consciente do que fazer consigo mesmo e de que resultados quer atingir.Talvez não consiga, compreender claramente o que esta causando seu comportamento sem ajuda de um terapeuta, mas se conseguir, usar a razão para perceber e identificar qual emoção esta movendo seu comportamento , já será suficiente para avaliar as conseqüências e tomar decisões para não permitir que emoções e pensamentos negativos perturbem sua carreira ou seu trabalho.
Na luta entre razão e emoção, o equilíbrio é necessário. Usar somente a razão pode tornar a vida sem graça, mas usar sempre somente o coração pode ser desastroso, pois ele não avalia as conseqüências . Como diz a musica “entre razões e emoções a saída é fazer valer a pena !

Fany Gnutzmann Bicca
Especialista em Psicología Organizacional.